1 de setembro de 2015

POLÍCIA MILITAR ALERTA !!! ESTELIONATÁRIOS AGEM EM NOSSA REGIÃO

Crimes envolvendo contas em bancos têm sido cada vez mais frequentes nos registros da PM da 6ª Cia PM Ind. Só na última sexta-feira, 28 de agosto, foram registradas cinco ocorrências de movimentações bancárias não autorizadas pelos titulares das contas.
Em Leopoldina, uma mulher registrou ocorrência na qual relatou várias movimentações financeiras não autorizadas na sua conta bancária, como transferências, saques de empréstimo, compras, abastecimento em postos de gasolina, antecipação do 13º salário, dentre outros. Ela informou que aceitou a ajuda de dois homens desconhecidos no dia anterior, quando foi ao banco.
Em Cataguases, no mesmo dia, dois registros mostraram movimentações sem autorização das vítimas. Com o cartão de uma delas foram realizadas compras totalizando R$ 25.000,00. Na conta poupança da outra, foram retirados R$ 5.600,00.
Já em Além Paraíba, uma vítima teve seu CPF utilizado para a compra de três sons automotivos e um iPhone em vários sites. No entanto, ela informou que, além de não ter comprado nenhum dos objetos, não tem cartão de crédito para as transações. Um outro registro de movimentação bancária não autorizada foi feito também no CROP da 52ª Cia. Um homem informou que dois pagamentos totalizando cerca de R$1.400,00 e uma transferência no valor de R$ 610,00 foram realizados com o seu cartão.
Por isso, a PM dá algumas dicas para que você também não seja  vítima de estelionatários. Caso tenha qualquer problema com o caixa eletrônico, peça ajuda apenas para os funcionários do banco. Não deixe que mais ninguém tenha acesso à sua senha ou contato com o seu cartão. Tome cuidado também com qualquer transação feita pelo computador, celular ou tablet. Mantenha o seu antivírus atualizado e não abra links em e-mails com remetentes desconhecidos.
Qualquer problema com a sua conta, entre em contato imediatamente com a gerência do banco para bloquear o cartão. Não se esqueça, também, de fazer um registro policial para que o caso seja encaminhado à Polícia Civil para investigação.
FONTE: Assessoria de Comunicação
policiamilitar.mg.gov.br - Leopoldina-MG

Nenhum comentário:

Postar um comentário