9 de fevereiro de 2017

POLÍCIA CIVIL DE ALÉM PARAÍBA PRENDEU CASAL SUSPEITO PELO CRIME DE, ESTUPRO DE VULNERÁVEL

Um fato que chocou a população de Além Paraíba e rapidamente viralizou nas redes sociais, a ocorrência policial envolvendo um casal suspeito de praticar atos libidinosos com algumas crianças entre 10 e 14 anos de idade. O casal foi preso na última terça-feira, 07 de fevereiro em uma casa no bairro Jardim Paraíso.
ABAIXO, A INFORMAÇÃO DA 28ª DELEGACIA DE POLÍCIA CIVIL DE ALÉM PARAÍBA,
"A Policia Civil de Minas Gerais através da 28ª Delegacia de Policia Civil de Alem Paraíba após denuncia formalizada em sua sede policial e através de depoimentos prestados em cartório, iniciou uma minuciosa investigação criminal no mês de dezembro de 2016 que após concluída, a Autoridade Policial representou pelos Mandados de Busca e Apreensão e Prisão Preventiva em desfavor dos autores junto ao Poder Judiciário, 
sendo deferido os pedidos que  nesta data veio a dar cumprimento aos referidos mandados  em desfavor do investigado  V.A. S. 64 anos e de sua comparsa e companheira I.M.C  50 anos, os quais agiam juntos para aliciar menores a praticar atos libidinosos tipificados como crime de estupro de vulnerável, Artigo 217-A do Código Penal.
A investigação iniciou a partir da representação da vitima A.P.M.C. S., hoje maior, a qual veio até esta Unidade Policial e denunciou o autor V.A.S,  por praticar o crime de estupro quando a mesma tinha a idade de 9 anos, vindo este a repetir o ato no ano de 2016. A vitima, além de contar minuciosamente os fatos ocorridos, apresentou nesta Unidade Policial, áudios de conversas entre a mesma e o autor, os quais, este confessa alguns de seus crimes de estupro praticados contra crianças. Em depoimento no cartório desta Delegacia de Policia Civil a vitima nos relatou nomes de outras crianças que também tinham sido vitimas dos envolvidos. Diante do depoimento, a
Autoridade Policial, Dr. Marcos Vignolo Alves, solicitou ao setor de pericia técnica da Delegacia Regional de Leopoldina que realizasse a transcrição dos áudios apresentados pela vitima e também expediu ordem de serviço para que os Investigadores de Policia TONY ANGELO e GUSTAVO TARTARI iniciassem a procura das demais vitimas, sendo estas localizadas, e para a nossa surpresa, as crianças confirmaram o crime e narraram como foram aliciadas e estupradas pelos autores.
O que mais chamou a atenção no decorrer das investigações foi o “modus operandis” com que os autores praticavam o crime, a nocividade da conduta de ambos é de tal magnitude que se aproveitavam da condição da autora ser funcionaria da rede de ensino municipal, a qual tinha contato com diversas menores em idade escolar, para aliciar as meninas que confiavam nela, pois, a mesma trabalhava no colégio onde estudavam as menores. Desta maneira, convidava as meninas para irem ate sua residência e lá as convenciam a manter relações sexuais com seu esposo, e, algumas vezes, participava do ato libidinoso. As quatro vítimas, que foram ouvidas neste cartório, acompanhadas de seus genitores e de um representante do Conselho Tutelar, relataram que após o ato, o casal as ameaçavam dizendo que se contassem o que havia ocorrido, eles iriam falar para os pais das vitimas que elas eram quem procuravam eles para manterem relações sexuais.

O Delegado Dr. Marco, diante das narrativas das vítimas em depoimentos prestados no cartório, do laudo pericial de transcrição de áudio e do relatório de investigação, representou pela prisão preventiva dos autores. O procedimento foi encaminhado ao fórum e a representação fora atendida e assim foram expedidos os Mandados de Prisão e de Buscas e apreensão em desfavor dos suspeitos. 
De posse dos Mandados, o delegado responsável pela investigação, Dr. Marco Vignolo comandou as diligências para dar o fiel cumprimento aos mandados, tendo logrado êxito na prisão dos suspeitos, que foram presos preventivamente, encaminhados ao Hospital São Salvador para serem submetidos ao exame de corpo de delito e por último conduzidos para a carceragem da Cadeia Pública de Além Paraíba onde estão à disposição da Justiça.
Durante o mandado de Buscas e Apreensão foi apreendido na casa do suspeito, vários filmes pornográficos, e diversos bichos de pelúcia.
Participaram da investigação e da Operação Os Delegados Marcos Vignolo Alves e Thiago de Carvalho Couri, os investigadores Tony, Gustavo Tartari, Daniel, Eduardo, Gustavo Alencar, e Gerson e a Escrivã Maelle Gomes"
Reportagem Blog do Adenilson Mendes
Fonte: 28ª DEPOL de Além Paraíba


3 comentários:

  1. Parabéns a polícia civil de Além Paraíba, que sempre realiza um excelente trabalho!

    ResponderExcluir
  2. Infelizmente sempre sobra para as crianças.os acusados nunca tem culpa.so Deus para cuidar de todos nós.

    ResponderExcluir
  3. Parabéns Polícia Civil! Ai de nós se fossem vocês. Cadeia nesses dois infelizes, vagabundos. Tantos homens e mulheres no mundo e essas duas pragas abusarem de crianças e ainda fazer ameaças hipócritas as crianças. Vocês tem idade pra ser avós dessas crianças seus dois vermes velhos, safados. Vocês vão acertar com a justiça da terra e com a justiça Divina. Podem se preparar Deus vai cobrar de vocês, em nome de Jesus. Casal de maníacos

    ResponderExcluir