31 de agosto de 2013

"ADMINISTRADORA DO HOSPITAL DE ALÉM PARAÍBA-MG,FALA SOBRE A REAL SITUAÇÃO DO SETOR DE MATERNIDADE NA UNIDADE"

Foto de facebook - Perfil pessoal
Após divulgação  de uma matéria aqui falando sobre funcionamento de forma parcial da maternidade do Hospital São Salvador de Além Paraíba MG (Unidade hospitalar filantrópica) e covardemente má interpretada num grupo no Facebook                             
  "a administradora do referido  Hospital, Betânia Reis postou sobre a real situação de funcionalidade do setor."

" Para esclarecer o que está acontecendo com a maternidade do HSS: Após o recebimento do ofício encaminhado pela PMAP dizendo que iria reduzir o repasse em 50%, repasse esse que paga o sobreaviso de obstetrícia, cirurgia e anestesia, o hospital ficou apreensivo por não saber como efetuar o pagamento referente aos outros 50%, então alguns médicos sem a certeza dos recebimentos, buscaram outros lugares para trabalhar pois eles também precisão cumprir com os seus compromissos financeiros. Houve uma reunião com a Diretoria do HSS, PMAP e o Ministério Público, onde ficou acordado o pagamento do valor integral no mês corrente e foi solicitado que o HSS encaminhasse ao Ministério Público a comprovação de todos os recebimentos de contratualização e programas do estado e a subvenção, para comprovar que era de extrema importância o recebimento do valor integral da subvenção, o que já foi encaminhado. O HSS recebe uma subvenção anual de R$ 480.400,00 em 10 parcelas, este ano foi repassado até o dia de hoje 02 parcelas, estamos prestando contas da 2ª parcela para receber a 3ª. Está semana em contato com a Juliana Donzeles, fiquei sabendo que o repasse não terá corte e que foi acordado que pagariam 08 parcelas este ano e 02 ficariam para o início do próximo ano, faltando receber ainda este ano 6 parcelas em 4 meses. Com todas as indecisões era difícil conseguir que médicos trabalhassem sem a certeza do recebimento. Hoje temos falhas nas escalas de sobreaviso de obstetricia e alguns casos são necessários a transferência. Nos próximos dias a direção do HSS vai está se reunindo com os obstetras para tentar solucionar os problemas. Para evitar as especulações e as informações erradas que só geram angústia e pânico a população, entrem em contato com o HSS e me coloco a disposição para esclarecer o que se fizer necessário. Até ano passado tínhamos esses problemas com o serviço de ortopedia, muitos devem se lembrar, hoje o HSS paga em dia com recurso próprio e todos os casos são atendidos, 24h por dia, 07 dias por semana."



3 comentários:

  1. Uma observação, porque antes de anunciar quaisquer decisão os administradores passassem informações a população para a mesma possa esta apoiando o Hospital ou qualquer instituição de apoio à população alemparaibana. Gostaria que as contas do Hospital São Salvador fosse colocada a publico para que as duvidas e os boatos deixassem de propagar causando danos a todos!

    ResponderExcluir
  2. No dia 05/08 estive no HSS e viu imediatamente encaminhada pelo plantonista da emergência a Maternidade, pouco depois fui levada para fazer uma ultra - obstétrica que por sua vez com um laudo muito incompleto e um médico nada atencioso, em seguida o obstetra de sobreaviso chegou para me atender e uma moça que estava lá des das 11:00 aguardando esse atendimento me agradeceu pois ela estava pelo SUS, não aguentava mais de dor e até aquela hora sem atendimento obstétrico, como eu estava particular rapidamente o obstetra de sobreaviso chegou e depois de me atender atendeu a ela tb, ou seja uma pessoa que não tem recurso para pagar um plano de saúde ou um atendimento particular não recebe atendimento, isso é desumano.

    ResponderExcluir
  3. Veja Pro outro lado tambem alem paraiba vai voltar a ter parteira e ter curandeiro e de carteira assinada,e mas emprego em nossa cidade,sera que vai ter algum cursinho nesta area.

    ResponderExcluir