29 de maio de 2017

MORADORES DO LOTEAMENTO VALE DA TERNURA (CAIXOTE) NA BR 116 EM SAPUCAIA-RJ, ACIONAM O MINISTÉRIO PÚBLICO EM RELAÇÃO A QUALIDADE E AO ABASTECIMENTO DE ÁGUA POTÁVEL

Foto do local / Reprodução
"Ao Ministério Público,
Os cidadãos do Loteamento Vale da Ternura localizado na Br 116, Km 6,5, se manifestam junto ao ministério público sobre a questão da água distribuída para os moradores.
O loteamento é abastecido por uma água que vem de um poço furado na vargem próximo a Br 116, Km 6,5, que usa uma bomba que está ligada a energia elétrica com o nome do loteador Edson Romero.
Essa bomba joga água para a caixa da água e depois que a caixa está cheia um morador que foi contratado pela prefeitura de Sapucaia, ele abre o registro para a água ir para a casa dos moradores. A água da caixa é aberta apenas uma vez no dia. Cada dia o registro da caixa d’água é aberto para um lado correspondente as ruas, a água é enviada para as casas um dia sim e outro não. Então, quando chega a conta de energia o morador contratado vai medir o quanto os moradores gastaram de litros de água, faz a medição dos hidrômetros de todas as casas. Depois de alguns dias ele entrega as contas aos moradores, que tem que pagar até o dia 25 do mês e ainda é cobrado uma taxa de manutenção.
Existem alguns moradores que não pagam a conta de água alegando que não há documentação de registro da água, e a água não pode ser cortada. Esses são uns dos problemas, além de que a caixa d’água está sem tampa, muito suja, nunca teve desinfecção da água e nunca passou por análise.
Muitos caramujos já foram encontrados em várias boias, caixas d’água dos moradores e hidrômetros. A infra-estrutura não interessa apenas os adquirentes de lotes individualmente, mas a coletividade, por se tratar de bens de uso comum do povo.
Esperamos que os devidos responsáveis tomem as devidas providências!
Os assinantes não estão mais aguentando a situação, por isso nos resta clamar ao Ministério Público.
Sapucaia, 18 de abril de 2017.
Após os moradores começarem a assinar o abaixo assinado, veio uma equipe da prefeitura de Sapucaia e colocou um plástico na caixa d’água no dia seguinte para tampá-la, mas com o vento o plástico sobe, e com a chuva e o sol poderá apodrecer.
Sapucaia, 19 de abril de 2017."

Texto acima, enviado á nossa reportagem por moradores do Vale da Ternura - Sapucaia, região Sul Fluminense do Estado do Rio de Janeiro. (29/5/2017)

*Ressaltamos que o problema vem de longos anos...
ESPAÇO ABERTO À QUEM DE DIREITO.
Reportagem Blog do Adenilson Mendes - A Notícia È.

Nenhum comentário:

Postar um comentário