2 de junho de 2016

DOIS JOVENS SÃO PRESOS PELA POLÍCIA MILITAR RODOVIÁRIA ESTADUAL DE ALÉM PARAÍBA

DISTRIBUIDORES E REVENDEDORES ACESSEM  www.refrigerantesmil.com.br
TEM PROMOÇÃO NA ALÉM DA BELEZA - VENHA NOS VISITAR
Por volta das 9:30h de quinta-feira, 2 de junho, uma equipe da Polícia Militar Rodoviária durante fiscalização de rotina na BR 393 Km 45, em Além Paraíba, flagrou o condutor (25 anos) de um VW/Saveiro com placas de Teresópolis/RJ, dirigindo com a CNH (Carteira Nacional de Habilitação) suspensa. 
Durante checagem dos militares Sargento Flávio e Sargento Melo, verificou-se que D.C.S., condutor do veículo, estava com a CNH suspensa por supostamente cometer homicídio culposo na direção de veículo automotor, sendo verificado junto ao site do TJRJ que o mesmo possuía processo em aberto por atropelar e vitimar fatalmente uma mulher, evadindo-se sem prestar socorro. O condutor foi enquadrado no Art. 307 da Lei 9503/97 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), por violar a suspensão ou a proibição para dirigir veículo automotor. Os militares ao qualificarem o passageiro (25 anos) do veículo M.J.C.C. como testemunha, realizaram pesquisa junto ao sistema e verificaram que o mesmo possuía processo de habilitação em andamento, sendo que o mesmo havia apresentado uma CNH categoria AD, do Detran/RJ com vencimento em 2018. Os policiais apuraram que o número do registro desta habilitação estava em nome de uma mulher no Estado de São Paulo. O mesmo foi preso por falsificação de documento público.
O veículo não possuía licenciamento regular e foi removido para o pátio credenciado do Detran-MG de Além Paraíba. Os dois envolvidos na ocorrência foram encaminhados para o Hospital São Salvador de Além Paraíba para os exames de rotina e posteriormente encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil da cidade. 
M.J.C.C. teve a sua prisão ratificada pela autoridade de Polícia Judiciária e  foi conduzido à cadeia pública local. D.C.S. assinou o TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência) e foi liberado.
Reportagem Blog do Adenilson Mendes

Nenhum comentário:

Postar um comentário