10 de junho de 2014

CASO MELISSA, BOLETIM DE OCORRÊNCIA DESCREVE O QUE ACONTECEU NA NOITE DO ACIDENTE


Foto de facebook
Através de uma fonte tive acesso ao Boletim de Ocorrência elaborado pela Polícia Rodoviária Federal do Estado do Rio de Janeiro onde relata o que ocorreu na noite que aconteceu o acidente na BR116 KM 49, estrada Rio / Teresópolis onde vitimou a Jovem Melissa Baião (Mel) no dia 1º de Junho de 2014. Onde o veiculo Mercedes conduzido por Ullysses Roberto Avelino de Castro chocou-se contra a caminhonete ocupada por cinco pessoas e que trafegava em sentido oposto.


SEGUE O B.O ABAIXO:

“APÓS ANÁLISE DOS VESTÍGIOS DO LOCAL, BEM COMO DAS DECLARAÇÕES DOS CONDUTORES DE V1 E DE V2, RESTOU IDENTIFICADO QUE V1, AO FAZER A CURVA, PERDEU O CONTROLE DA DIREÇÃO, INVADIU A CONTRA MÃO, COLIDINDO TRANSVERSALMENTE CONTRA V2, QUE VINHA EM SUA FAIXA DE ROLAMENTO PRÓPRIA. OBSERVAÇÕES: 1 - QUANDO A EQUIPE PRF CHEGOU AO LOCAL LÁ JÁ SE ENCONTRAVAM: POPULARES, FUNCIONÁRIOS DA CONCESSIONÁRIA CRT, EQUIPE DO CBMERJ - CHEFIADOS PELO TEN. FABIO GABRIEL -, EQUIPE DA PERÍCIA DA 110ª DP DE TERESÓPOLIS/RJ - PERITO CORREA, MATRÍCULA 860458-9. 2 - CONDUTOR DE V2 FOI O PRIMEIRO A PRESTAR SOCORRO ÀS VÍTIMAS DE V1, TENDO IDENTIFICADO QUE NENHUM DOS DOIS OCUPANTES USAVAM CINTO DE SEGURANÇA. 3 - CONDUTOR DE V1, AO PRESTAR ESCLARECIMENTOS SOBRE O ACIDENTE AINDA NO HOSPITAL HCT, DISSE QUE PASSOU POR CIMA DE UM ANIMAL, E QUE POR ESSE MOTIVO TERIA PERDIDO O CONTROLE DO VEÍCULO. CONTUDO, NO LOCAL DO ACIDENTE NÃO FOI ENCONTRADO NENHUM ANIMAL ATROPELADO. 4 - V1 SOB A GUARDA DA CONCESSIONÁRIA CRT E V2 LIBERADO PARA SEU CONDUTOR. 5 - BENS DO INTERIOR DE V1 RECOLHIDOS E GUARDADOS PELA EQUIPE DO CBMERJ. 6 - NA OCASIÃO DO ACIDENTE NÃO FOI ENCONTRADO NENHUM DOCUMENTO DA PASSAGEIRA VITIMADA DE V1, SENDO QUE SUA QUALIFICAÇÃO SÓ FOI POSSÍVEL EM MOMENTO ULTERIOR, JUNTO AO IML DE TERESÓPOLIS.”
  
Obs. Condutor de V1 ... Ocupantes do veiculo Mercedes
         Condutor de V2 ... Ocupantes do veiculo Caminhonete 

Foto acima cedida por um leitor do Blog do Adenilson Mendes


Nenhum comentário:

Postar um comentário